Home Atração e Retenção Como um programa de indicação pode agilizar os processos de recrutamento e seleção?

Como um programa de indicação pode agilizar os processos de recrutamento e seleção?

por Marcelo Braga
programa de indicação

Já dissemos em muitos artigos aqui na Reachr o quanto um processo de seleção impacta nos resultados financeiros de uma empresa. Se, no entanto, ela possuir um programa de indicação, as chances de erro nesse processo diminuem.

Segundo uma pesquisa da Deloitte, empresa mundial que oferece serviços de auditoria e consultoria empresarial, 60% das empresas consideram a indicação como um fator determinante para a contratação.

Isso significa que admitir um novo funcionário com base na indicação de alguém que já trabalha na empresa pode ser um ótimo caminho para manter contratações mais assertivas, aumentar o engajamento e diminuir a taxa de turnover.

Neste artigo, vamos discorrer sobre como um programa de indicação de novos colaboradores pode ser vantajoso para todos os envolvidos: a empresa, quem indica e quem é indicado.

Boa leitura!

O que é um programa de indicação?

Um programa de indicação de novos colaboradores é um programa interno de cada empresa em que colaboradores podem indicar profissionais conhecidos por eles para as vagas em aberto ou para o banco de talentos da organização.

Mas, apesar de importante, a indicação não é decisiva para a contratação, ou seja, a mera indicação de alguém não pode ser o único critério para se admitir um novo funcionário; é preciso obedecer ao rito e passar por todas as etapas de um processo seletivo.

Serve, portanto, mais como uma recomendação ao setor de RH ou à empresa recrutadora, que tem autonomia para decidir se a indicação deve ser aceita ou não. Além disso, decide também se o candidato indicado será aplicado a vagas internas ou vagas externas.

Um bom programa de indicação parte da premissa de que o colaborador jamais indicaria um profissional que não fosse confiável – afinal, isso poderia manchar sua reputação internamente. Isso significa que, se o colaborador confia naquela pessoa, a empresa deve confiar também.

Como funciona um programa de indicação?

As características do programa de indicação para novos colaboradores variam de empresa para empresa, afinal, cada uma tem sua realidade, suas necessidades e sua peculiaridades. Mas, geralmente, a empresa inicia o programa divulgando internamente as regras e os prêmios para cada indicação.

Entre essas regras, é comum encontrar detalhes sobre as responsabilidades de cada vaga, a observância aos requisitos técnicos e ao fit cultural, além, é claro, de verificar se a pessoa indicada tem interesse em participar do processo de seleção.

Além de efetivar contratações mais assertivas, o programa de indicação também eleva a marca empregadora, uma vez que, na prática, tal indicação pressupõe que o colaborador vá falar bem de seu empregador.

Quais as vantagens de ter um programa de indicação na empresa?

Por ser intrinsecamente ligado ao recrutamento e seleção de talentos, o programa de indicação favorece muito as ações do setor de Recursos Humanos referentes a processo completo que envolve a contratação de um novo colaborador.

Mas as vantagens extrapolam esse aspecto. As mais importantes são:

Contratação mais eficiente

Em geral, um método tradicional de recrutamento e seleção envolve a elaboração do job description, a publicação da vaga, a contratação de um recrutador externo, aplicação das etapas prévias de seleção, entrevistas e acerto de documentos.

Segundo uma pesquisa do LinkedIn, esse método leva em média 55 dias para ser concluído, enquanto o programa de indicação acerta a contratação do novo colaborador em 29 dias.

Qualidade na contratação

Se a empresa está precisando de um profissional muito qualificado para uma vaga estratégica, é bem possível que essa pessoa já esteja empregada e não vai aparecer nos seus processos de seleção habituais.

Nesse sentido, os colaboradores podem ajudar através de sondagem e da indicação, que envolve, também, a promoção da marca empregadora. Afinal, para convencer o talento a mudar de empresa, é preciso mostrar seus diferenciais.

Pré-seleção do candidato

O colaborador que indica alguém para uma vaga tem consciência de que não pode simplesmente indicar qualquer um porque é seu amigo, parente ou para ajudar alguém. Isso mancharia sua reputação internamente junto ao RH e aos seus pares, além de atrapalhar o programa de indicação da empresa.

Nesse sentido, é lógico pensar que o colaborador indicador fará uma pré-seleção das pessoas que conhece, baseado nos requisitos da vaga, perfil e fit cultural, antes de fazer a indicação.

Custos menores

Se o tempo do processo de recrutamento e seleção diminuem, assim como algumas etapas, pode-se inferir que os custos disso diminuem também.

Facilidade na adaptação

Quando o novo colaborador é contratado através da indicação, geralmente ele já sabe como é a empresa, a cultura e tem notícias sobre o ambiente de trabalho. Às vezes até conhece as pessoas com quem vai trabalhar.

Tudo isso facilita muito a integração da pessoa, fazendo com que ela se adapte e contribua com a equipe de forma muito mais rápida.

Maior engajamento

Ao ser contratado através do programa de indicação, é bem provável que o novo colaborador tenha um perfil parecido com o de quem o indicou, que obviamente se demonstra engajado com as estratégias da empresa.

Além disso, ele chega com um elevado sentimento de pertencimento, o que contribui para seu engajamento com o dia a dia da organização.

Se sua empresa possui um RH estratégico e bem estruturado, pode ser a hora de pensar na implementação de um programa de indicação. Defina as regras, publique internamente o programa e incentive seus colaboradores a contribuírem com o crescimento do ambiente de trabalho.

Você pode gostar também de

Deixe um comentário